Red Wall & Stairs

GUILHERME FRANCO - TERAPEUTA INTEGRAL

Estudioso da Abordagem Integral de Ken Wilber.

Fez Curso Básico de Abordagem Integral no Instituto Evoluir.

Passou por processo de Coaching Integral com Gabi Picciotto.

Escreveu o livro "A Viagem de Volta - Autobiografia de um Dependente Químico e Modelo de Tratamento Alicerçado na Abordagem Integral de Ken Wilber" publicado pela Editora Livronovo. Teve seu livro revisado por Ari Raynsford, tradutor e principal divulgador da obra de Ken Wilber no Brasil, e prefaciado por Geraldo Generoso, escritor e conferencista nas áreas de Criação Literária e Autoajuda.

Fez tratamento para dependência química em 2008 e nunca teve recaídas.

Idealizador e administrador do Espaço Telos.

 

E-book

A VIAGEM DE VOLTA - LIVRO - CAPA4.png
 
Trabalhos desenvolvidos: Terapia IntegralGrupo Terapêutico Vida Integral, Grupo Caminhada & Meditação, Tratamento Integral Online para Dependência QuímicaCurso Vivendo Integralmente
- Tratamento Integral para Dependência Química Presencial
O Tratamento Integral para Dependência Química está alicerçado na Abordagem Integral de Ken Wilber, a AQAL, sigla que quer dizer: TODOS OS NÍVEIS (emocional, mental e espiritual), TODOS OS QUADRANTES (objetivo, subjetivo, intersubjetivo e interobjetivo). Com isso abarcando TODAS as dimensões do indivíduo. Por isso o tratamento foi dividido em TRÊS FASES:
 
1-Desintoxicação Rápida (QUADRANTE objetivo - reabilitação fisiológica e comportamental)
 
2-Imersão Terapêutica (QUADRANTE subjetivo - recuperação dos NÍVEIS emocional, mental e espiritual)  
 
3-Grupo Terapêutico (QUADRANTES intersubjetivo e interobjetivo - reinserção social)
1-Desintoxicação Rápida Normalmente pode ser feita de forma ambulatorial, ou seja, apenas indo ao consultório do terapeuta (e de um psiquiatra) que pode variar de uma semana a quinze dias. Em casos mais extremos pode ser necessário um período curto de internação (que pode variar de uma semana a quinze dias, em local especializado). Tudo vai depender do grau de intoxicação. Saiba Mais
2-Imersão Terapêutica - Sob imersão terapêutica os trabalhos se desenvolvem de forma a proporcionar aos pacientes um profundo mergulho dentro de si mesmos a fim de (re)encontrarem o Sentido da Vida, algo que foi perdido durante o processo da doença ou mesmo nunca encontrado pelo indivíduo. A técnica é utilizada com o objetivo de obter resultados que, de outro modo, demorariam meses ou anos para se conseguir. Aspectos emocionais, mentais e espirituais são trabalhados intensamente de maneira que o paciente entra, de fato, em recuperação, durante a imersão. 
 
Tudo isso dura apenas uma semana.
 
O tratamento é indicado a dependentes químicos e codependentes (familiares, cônjuges ou amigos que adoeceram emocionalmente junto com o dependente). 
3-Grupo Terapêutico - Após a Desintoxicação Rápida (primeira fase) e a Imersão Terapêutica (segunda fase) se torna imprescindível o Grupo Terapêutico para melhor absorção e desenvolvimento das práticas aprendidas nas fases anteriores. Hora de aprofundar a reconciliação familiar e buscar o encaixe social. Só com o grupo de apoio podemos garantir que estas questões sejam solucionadas a contento. Ler Mais 
Perguntas frequentes > clique
Informações adicionais 

Valor do tratamento: 2.975,00 reais (valor promocional, válido até 10/04/21). O que está incluso no valor de 2.975,00 reais? Acompanhamento remoto e/ou ambulatorial durante a desintoxicação. Seis dias de imersão terapêutica com café da manhã, almoço, lanche da tarde e janta, diversas palestras que visam a conscientização sobre a doença, dinâmicas terapêuticas que visam o equilíbrio emocional, a paz mental e a conexão espiritual, etc. Duas sessões terapêuticas individuais durante a imersão, mais três sessões terapêuticas individuais após a imersão. Participação no grupo terapêutico semanal por tempo indeterminado.

 

PROMOÇÃO: Na formação de grupo para tratamento haverá desconto de 15% no valor do tratamento (de 2.975,00 p/ 2.528,75).

A consulta inicial online é gratuita, a consulta inicial presencial é de 120,00 reais com direito aos retornos. Os pacientes são admitidos para a imersão após a desintoxicação feita ambulatorialmente ou através de um período curto de internação. Durante a desintoxicação ambulatorial o paciente voltará ao consultório duas vezes por semana até o dia do tratamento.

Forma de pagamento do tratamento de 2.975,00 reais: à vista ou em até 3 vezes no cartão de crédito, cheques ou depósito em conta mediante contrato. O valor do tratamento é equivalente a + ou - o valor de um mês de internação numa clínica convencional, com a vantagem de que, por se tratar de um tratamento INTEGRAL que vai MUITO ALÉM de um tratamento convencional as chances de recuperação aumentam exponencialmente.

Número para contato (11)9.9150-0378

 

 
 

Perguntas frequentes

Como um tratamento tão rápido pode ser eficaz?


Justamente por ser rápido é mais eficaz. Tratamentos demorados que levam meses, até anos para surtirem efeito desmotivam o dependente antes mesmo de começar. E no final sempre recaem, o que prova sua ineficácia. Tudo se resume em estar motivado e empreender as práticas recomendadas. Entenda, nosso corpo se desintoxica em poucos dias, após a desintoxicação fisiológica o que nos resta é recuperar o dependente nos níveis emocional, mental e espiritual e isto não requer tempo, requer reconexão consigo próprio e modificação de crenças. Este é o trabalho da Imersão Terapêutica. Entretanto, não podemos esquecer que é fundamental dar continuidade ao processo através de Terapia de Grupo para maior aprofundamento das questões trabalhadas nas duas primeiras fases e trabalharmos a Reinserção Social. Só assim podemos garantir a total recuperação do dependente.




Qualquer dependente pode se recuperar com esse tratamento?


Sim. Esse tratamento foi desenhado para recuperar dependentes que estejam em qualquer estágio da doença. Primeiro, segundo e terceiro estágios são conceitos técnicos que identificam em que fase da doença o dependente se encontra. Nos dois primeiros estágios o dependente consegue fazer uma recuperação física e mental mais rápida, por isso a desintoxicação pode ser feita de forma ambulatorial, ou seja, apenas indo ao consultório do terapeuta (e de um psiquiátra) pelo període de uma semana a quinze dias. No terceiro estágio é preciso cuidados hospitalares e a recuperação é mais gradual, por isso pode ser necessário um período curto de internação.




Mesmo dependentes de crack podem se recuperar com esse tratamento?


Sem dúvida, porém é necessário avaliar em que estágio o dependente se encontra: qual a intensidade do uso, quanto tempo, etc., para ver se é necessário um período curto de internação, ou não.




Tratamentos sob Imersão Terapêutica são eficazes?


Imersão terapêutica é um método utilizado por psicólogos e terapeutas no sentido de induzir os pacientes a um "mergulhar dentro de si mesmos" por um período de tempo muito maior que uma simples sessão. A técnica é utilizada com o objetivo de obter resultados que, de outro, modo, demorariam meses ou anos para se conseguir. Desenvolve-se em modalidades que trabalham essencialmente as emoções, as crenças e a espiritualidade. O tempo de imersão pode variar de três dias a uma semana. As portas ficam abertas durante uma imersão, embora não seja recomendado sair no meio dos trabalhos. A intensidade e os resultados alcançados numa imersão terapêutica são infinitamente superiores a uma simples sessão, ou mesmo várias sessões terapêuticas sequenciais. O segredo está na ininterruptibilidade do processo e na ampla variedade de dinâmicas possíbilitadas por essa modalidade terapêutica.




Posso optar por fazer o tratamento online? Qual a diferença?


Sim, claro. A diferença é que no tratamento online a pessoa terá maior comodidade, pois não necessitará se deslocar. Embora o processo seja muito parecido e as dinâmicas terapêuticas praticamente as mesmas, no tratamento presencial é possível criar uma maior intimidade e ter mais segurança em todo o processo, pelo fato de estarmos todos no mesmo local.




E se o dependente químico estiver no terceiro estágio da doença?


Não se preocupe, a recuperação é para todos, conheço diversos casos de recuperação espetacular nessa fase da doença! Pode ser que ele necessite de um período curto de internação. Nesse caso nós faremos um acompanhamento remoto de todo o processo e logo que ele voltar da internação ingressará imediatamente na imersão terapêutica.




E se o dependente químico já estiver internado?


Neste caso, aguardamos o final da internação, fazendo acompanhamento remoto de todo o processo. No final da internação o dependente ingressa imediatamente na imersão terapêutica para receber todos os benefícios que ela produz. Desta forma dando continuidade ao tratamento, o que se torna imprescindível após uma internação, para evitar a recaída e completar todas as etapas de um tratamento que seja integral, e portanto eficaz. É preciso compreender que numa internação não se consegue a recuperação emocional, mental e espiritual que se pretende, muito menos a reinserção social. Só quem já passou por uma internação, por uma imersão e por grupos terapêuticos pode quantificar essas coisas (ou um técnico que conheça todas essas modalidades com profundidade).




Qual a diferença entre INTERNAÇÃO e IMERSÃO TERAPÊUTICA?


O que precisa ficar claro é que a INTERNAÇÃO é eficaz somente para a reabilitação física e comportamental dos pacientes. É impossível em um ambiente de INTERNAÇÃO uma recuperação que vá além desses aspectos, pela própria medologia ali aplicada. É por isso que pacientes dependentes químicos, que não dão continuidade ao processo após a internação, sempre recaem. O papel da IMERSÃO TERPÊUTICA é justamente dar continuidade ao processo, onde a recuperação emocional, mental e espiritual são de fato levadas a sério. Somente numa IMERSÃO TERPÊUTICA será possível alcançar esses objetivos, pois esta é a natureza da metodologia aplicada.




Por que a INTERNAÇÃO deve ser rápida?


1º Nosso corpo se desintoxica das substâncias químicas bastante rápido, cerca de uma semana para quase todas as drogas! 2º O propósito real de uma internação é a desintoxicação fisiológica (eliminar as subtâncias do corpo) e a recuperação comportamental (começar a comer e a dormir nos horários certos), é uma questão de MÉTODO. A média de tempo de uma internação hospitalar não passa de 15 dias. Qualquer tentativa no sentido de recuperação emocional, mental ou espiritual em ambientes de internação é sempre falha, para não dizer nula! Basta verificar as taxas de recuperação de pacientes internados por longos períodos: cerca de 1% a 5%! Ou seja, a defesa das clínicas convencionais de que um tempo longo de internação é necessário para a recuperação destes níveis é FALSA! 3º Muito ao contrário do que dizem a internação por longos períodos tem efeito NEGATIVO na recuperação de pacientes dependentes químicos, tanto a nível mental como social. Muitos de nós já ouvimos falar dos "ratos de clínicas", são dependentes químicos que entram e saem de clínicas ininterruptamente, infelizmente a maioria deles. Isto quer dizer que estes indivíduos foram INSTITUCIONALIZADOS devido a falta de capacidade de se reinserirem socialmente. Isto acontece devido ao tempo longo de internação a que estes indivíduos são submetidos. Com o tempo eles se acostumam a viver dentro dessas clínicas, fazendo delas sua prória casa! Há uma verdadeira regressão mental e social deste indivíduo. Ele acaba se vendo incapaz de viver normalmente fora de uma clínica e acaba se entregando a esse "modo de vida".




Qual a importância do Grupo Terapêutico?


Após a Desintoxicação Rápida (recuperação física e comportamental) e a Imersão Terapêutica (recuperação emocional, mental e espiritual) se torna imprescindível frequentar o Grupo Terapêutico tanto para a melhor absorção dos conceitos e práticas aprendidas nas duas primeiras fases, como para apronfundar nas relações interpessoais e buscar o encaixe social, ou seja, trabalhar a Reinserção Social. Sem esta última e importantíssima fase do tratamento não há como garantir a total recuperação do dependente. Seria como se, ao construírmos um banquinho para sentar, esquecêssemos de colocar o último pé.